fbpx
imagem de um computador com um design colorido na tela

O que é design? Tudo sobre e como ele ajuda o seu negócio!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

De forma resumida, design é o processo de visualizar e planejar a criação de objetos, sistemas interativos, edifícios, veículos, etc. Trata-se de criar soluções para pessoas, itens físicos ou sistemas mais abstratos para atender a uma necessidade ou a um problema. Continue lendo!

Design é um conceito bastante amplo e que vai além de apenas criar imagens bonitas no Photoshop, afinal ele permeia por muitos aspectos das nossas vidas e ainda se ramifica em subgêneros diferentes.

Em outras palavras, o design passa por produtos, imagens, realidade virtual, moda, som, interação, videogames, interior de casas e muito mais. Neste artigo, você vai entender o que é o design e como ele pode ajudar o seu negócio a se destacar no mercado. Veja!

Vamos ao que interessa: O que é Design?

Cada empresa, cada equipe ou pesquisador sobre o assunto, tem sua própria compreensão sobre o que é design e qual deve ser o papel dos designers.

Entre outras coisas, a palavra design comumente se refere a:

  • A atividade de projetar algo;
  • O processo de design: como essa atividade é estruturada;
  • Os resultados dessa atividade e processos.

Portanto, em resumo, design é um plano ou especificação para a construção de um objeto, sistema ou para a implementação de uma atividade ou processo

Ou seja: um design é um plano para fazer algo!

Obviamente seria simples demais dizer que o design é apenas, se não houvessem tantas coisas que vão muito além desta frase.

Um equívoco comum: Design não é apenas tornar as coisas bonitas

Hoje em dia, a palavra design pode ser categorizada como uma palavra que soa sofisticada e parece haver uma certa quantidade de equívocos em torno dela.

Mas o que é realmente em sua essência? É simplesmente um processo para fazer coisas bonitas? Longe disso.

Não se concentra apenas na estética, nem no processo de enfeitar um item. Em primeiro lugar, trata-se de tornar a interação do usuário com o ambiente mais natural e completa.

Os principais conceitos do design

Arte ou ciência?

Embora não seja exatamente uma arte nem uma ciência, o design leva elementos de ambas.

Arte é criar algo que expresse a visão, ideias e sentimentos do autor. Embora os designers possam expressar sentimentos e deixar impressões por meio de seu trabalho, fazer isso não é seu objetivo principal.

Portanto, é necessário o aspecto de criação da arte, já que se trata de criar um item, uma ferramenta, até mesmo uma experiência.

Por outro lado, leva o aspecto de resolução de problemas da ciência. Ele existe principalmente para atender a uma necessidade específica.

O processo de design criativo

Os problemas são mais bem resolvidos quando abordados de forma abrangente e sistêmica.

O objetivo desse processo é orientar e organizar seu trabalho para transformar ideias em soluções concretas.

Os designers pesquisam e coletam informações sobre o problema que estão considerando, por exemplo:

  • quem é a pessoa que enfrenta esse problema?
  • Por quê?
  • Como outras pessoas estão tentando resolver isso?

A partir dessa pesquisa, eles fazem uma hipótese geral e identificam as principais características que devem fazer parte da resposta.

Então, com esses aspectos principais em mente, é hora de experimentar diferentes soluções e iterar.

Esta última parte é sobre aprender com o que funciona, o que não adapta sua solução para se adequar melhor às necessidades do usuário.

Um ótimo design é invisível

O objetivo do design é alcançado quando o usuário nem percebe a sua presença. Este princípio é particularmente verdadeiro no design de interação, por exemplo.

A navegação em uma interface de usuário deve parecer natural e desimpedida. O usuário deve ser capaz de entender suas regras e o significado de seus elementos quase imediatamente.

O usuário é guiado por uma mão invisível feita de cores, formas, contrastes e repetições.

Os 8 principais tipos de design que você precisa conhecer

#01: Design Gráfico

Usando elementos visuais como tipografia, cor e imagem, o design gráfico tem o propósito de comunicar ideias ao mundo.

Os designers gráficos vão além do uso de computadores. O processo de design é altamente iterativo e inclui trabalhar com várias mídias e materiais para criar mensagens visualmente significativas e direcionadas. 

Entre as atividades de um Designer Gráfico, estão criar a identidade visual e a experiência da marca de uma empresa, criar designs para impressão e inventar a aparência da embalagem do produto, por exemplo.

#02: Design de Informação

Os Designers de informação são contadores de histórias com uma abordagem analítica.

Esses profissionais visualizam elementos gráficos como imagem, tipo, forma, cor, textura e espaço como táticas para simplificar, organizar e comunicar informações. 

Os designers de informação estudam, sintetizam e traduzem dados em sistemas de informação intuitivos que evocam uma resposta e ação no visualizador.

#03: Design de Experiência do Usuário (UX)

O Design de Experiência de Usuário, ou apenas UX, se concentra na experiência que o usuário tem com produtos, serviços ou ambientes – tanto digitais (pense em aplicativos e sites) quanto físicos.

O UX melhora a vida das pessoas, identificando os problemas que os consumidores têm e, em seguida, imaginando maneiras de resolvê-los.

De acordo com a consultora de UX e ex-professora da Lesley Lisa Spitz, as responsabilidades dos designers de UX podem variar dependendo do empregador. 

“Os designers de UX conduzem pesquisas para aprender sobre as necessidades, comportamentos e motivações das pessoas. Eles criam esboços de interfaces de usuário novas ou aprimoradas e constroem protótipos interativos. Eles testam e avaliam suas soluções de design, mas o mais importante, eles revisam iterativamente seus designs conforme necessário.” diz Spitz.

Essa função requer colaboração em várias disciplinas, incluindo o trabalho com pesquisadores, estrategistas, desenvolvedores e designers.

Os designers de UX estão envolvidos em vários estágios do processo de design para garantir que um produto atenda aos objetivos e necessidades de um usuário final.

#04: Designer de Interface do Usuário (IU)

O Design de Interface do Usuário, ou apenas UI, usa os resultados da pesquisa dos Designers UX para esboçar como será a aparência de uma interface.

Com base em estudos de como as pessoas navegam em um site, aplicativo ou ferramenta, os designers de interface do usuário planejam e desenvolvem uma maneira de tornar a experiência de navegação melhor.  

Assim como a experiência do usuário, wireframing, prototipagem e teste também fazem parte do da rotina de um Designer UI.

No entanto, os designers de interface do usuário também estão envolvidos com elementos visuais como botões, menus, cores, imagens e tipo que apareceriam em um ambiente digital.

#05: Web Design

O Web Design tem o propósito de criar sites funcionais, fáceis de navegar e visualmente atraentes. Eles criam a aparência geral de um site que se encaixa com a marca de seu cliente, bem como ressoa com o público-alvo de seu cliente.

Os Web Designers precisam ter algumas habilidades básicas de codificação para se comunicar com os desenvolvedores, mas seu foco principal está na organização, estrutura, usabilidade e design visual de um site.

Trabalhando principalmente no front-end de um site, que são, basicamente, as cores, fontes e aspectos com os quais os usuários interagem, os web designers usam ferramentas como HTML, Cascading Style Sheets (CSS) e JavaScript para dar vida a seus designs na tela.

Eles também garantem que os sites sejam responsivos, ou seja, funcionem bem em todos os dispositivos, como computador, celular ou tablet, e são acessíveis a usuários com capacidades ou deficiências variadas.

#06: Design Thinking

O Design Thinking é uma abordagem que utiliza diversas ferramentas para estimular a criatividade e a geração de ideias.

Esse método permite inovar, solucionar problemas complexos com foco no consumidor, desenvolver e lançar novos produtos, organizar informações e tomar decisões estratégicas mais assertivas.

A inovação por meio do Design Thinking se sustenta em três pilares: empatia, colaboração e experimentação.

Leia mais sobre o assunto: 4 etapas fundamentais do design thinking

#07: Design de Serviços

O Design de Serviço é um processo em que os designers criam soluções sustentáveis ​​e experiências ideais para os clientes.

Os designers dividem os serviços em seções e adaptam soluções refinadas para atender às necessidades de todos os usuários no contexto – com base em atores, local e outros fatores.

A principal característica do Design de Serviço é estudar todo o ecossistema do serviço e os envolvidos nele, observando erros, falhas, fatores positivos e oportunidade para se diferenciar e fidelizar os clientes.

Leia mais sobre o assunto: Design de serviço: o que é e qual a relação com o design?

#08: Design Sprint

O Design Sprint une design thinking, inovação, estratégias de negócio e ciência do comportamento em um único método.

Ele é uma forma mais simples de validar um produto com o cliente, reduzindo a apenas cinco dias as reuniões e discussões típicas de um projeto.

Seu propósito é encurtar o caminho para realizar uma entrega aprimorada em menos tempo e utilizando menos recursos.

Veja mais sobre o assunto: Design Sprint: o que é e como funciona

Agora é a sua vez!

Você percebeu que existem muitas opções de carreiras disponíveis no mercado para aspirantes a designers. Não importa qual caminho dessa carreira criativa tenha gerado o seu interesse, você provavelmente está se perguntando como dar o próximo passo.

Então, aproveite para ler também este artigo com 5 livros sobre Design de Serviço e dê o próximo passo na sua carreira profissional. Boa leitura!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Umbora - Experiências Educacionais

Av. Washington Soares, 909 salas 83 A | B, Edson Queiroz, Fortaleza – CE

+55 (85) 3241.5759
+55 (85) 99237.2359

#umboranessa

© 2018 Umbora. Todos os direitos reservados. CNPJ: 27.212.739/0001-13