fbpx
marketing humanizado

Marketing humanizado: como tornar a sua marca mais pessoal e se conectar com os clientes

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Você já ouviu falar em marketing humanizado? Se pessoas se conectam com pessoas, então as marcas se conectam com… pessoas também.

Essa é a base do marketing humanizado. Afinal, seus clientes são humanos. Seus parceiros são humanos. Seus colaboradores são humanos. Até mesmo os seguidores do Instagram da sua empresa são seres humanos.

Então, porque ainda tratamos todos eles como números? São números de seguidores. De salvos no Instagram. De likes no LinkedIn. De RTs no Twitter. E por aí vai.

É hora de desacelerar e virar a câmera. Ninguém mais quer ouvir você falando apenas da sua marca e dos benefícios dos seus produtos. Isso soa arrogante e distante dos seus clientes.

No entanto, quando você para, escuta e gera uma conexão com os clientes, você dá o primeiro passo para um marketing mais humanizado. Continue lendo e entenda!

O que é Marketing Humanizado?

Imagine trazer essa experiência humanizada, em uma relação calorosa e pessoal, para as marcas.

Isso significa que, em vez de tratar os clientes como apenas o público-alvo da sua empresa, as marcas focam em fornecer uma experiência diferenciada, próxima e personalizada.

Isso é marketing humanizado. Mas não basta apenas colocar imagens de pessoas no Instagram ou acrescentar o nome do cliente no e-mail enviado. É preciso ir além.

Principais pilares do Marketing Humanizado

Para tornar uma marca mais humana é preciso se conectar com os consumidores. Humanizar porque está na moda é o caminho oposto desse movimento.

Por isso, para dar o primeiro passo para o marketing humanizado é importante estabelecer valores e um compromisso orientado para o cliente. Lembre-se que o seu público quer ver você, ouvir você e entender você.

Eles querem que a sua marca inspire, que ajude a alcançar as suas metas e objetivos, que ofereça conteúdo relevante, que converse e que os faça pensar.

Portanto, um marketing mais humanizado consiste em três pilares:

  • Emoção: contar histórias é apenas uma das formas gerar uma emoção nos seus consumidores. Qual história a sua marca possui? Como você pode contá-la? Fale de você e se conecte com os seus consumidores;
  • Empatia: conheça a fundo o seu público e entenda os seus desejos, medos e sonhos. Isso fará com que você tenha mais empatia, consiga conversar de pessoa para pessoa e gere conexões reais;
  • Ética: ser ético, por si só, não precisa de explicações, mas de forma objetiva, faça ao próximo somente aquilo que gostaria que fizessem com você.

Como a minha marca pode ser mais humana?

Entenda quais são os interesses dos seus consumidores

Descubra quais são os gostos, preferências e interesses dos seus clientes. O desafio, nesse caso, é entender exatamente o que oferecer e como fazer isso sem ser chato e forçado.

Quando você compreender isso, sua marca vai conseguir enviar um e-mail personalizado para um usuário que não completou uma compra e abandonou o carrinho, um consumidor indeciso que não conseguir decidir o que comprar ou mesmo um cliente recorrente da sua loja.

Comunique-se com os seus clientes de forma personalizada

Quebre o gelo, fuja da formalidade e abra um diálogo amigável e próximo com os seus consumidores. Esse é o caminho do marketing humanizado.

No entanto, para entender isso, também é importante saber em que fase da jornada de compra o seu usuário está.

Se o seu consumidor não sabe como resolver o seu problema, então você precisa ajudá-lo a identificar uma solução. Aqui você pode criar histórias e conversar com ele.

Mas quando o consumidor já sabe o que ele precisa para resolver o seu problema, você pode investir em uma comunicação que ajude ele a decidir qual a melhor opção.

Quando ele decide escolher um produto ou serviço, você conseguirá ajudá-lo informando os benefícios e oferecendo descontos ou vantagens que ajudem a dar o empurrãozinho final para a compra.

Mas, é importante dizer, tudo isso precisa ser feito com menos escassez e promessas e mais liberdade para o cliente decidir no tempo dele, sem invadir o seu espaço e sempre lembrando que há outros humanos por trás da marca.

Faça a sua marca conversar mais

O ser humano é uma criatura sociável, e uma boa maneira de gerar conexões é conversar com os seus consumidores.

Pergunte a eles o que gostam e o que querem ver e se eles responderem, agradeça. Mostre que você está prestando atenção nos seus clientes e que se preocupa com muito mais do que apenas o seu lado da conversa.

Quanto mais você se envolver, mais eles vão lembrar de você.

Mas acredite, é muito mais fácil sentar na cadeira e jogar um monólogo chato e extenso, sem se conectar com os seus consumidores. Para fazer o marketing humanizado acontecer, requer mais trabalho.

No entanto, quando a sua marca se envolve (de verdade) com os consumidores, ela também ganha a lealdade de clientes fiéis e duradouros.

Como fazer marketing humanizado na prática?

Veja cases, dicas e experiências reais de marketing humanizado sendo aplicado na prática com o nosso primeiro evento online gratuito, o Umbora Inspirar Pocket.

Nessa primeira edição, teremos a presença da Liliane Ferrari, com a palestra “Marketing Humanizado”. 100% online e gratuito. Clique no banner e cadastre-se no evento online.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Umbora - Experiências Educacionais

Av. Washington Soares, 909 salas 83 A | B, Edson Queiroz, Fortaleza – CE

+55 (85) 3241.5759
+55 (85) 99139.0285

#umboranessa

© 2018 Umbora. Todos os direitos reservados. CNPJ: 27.212.739/0001-13