fbpx

Você provavelmente já ouviu falar sobre facilitação. Essa nova forma de liderar, engajar e empoderar grupos de pessoas por meio da colaboração, da empatia e da inclusão é cada vez mais procurada por empresas e seus colaboradores. Mesmo não exercendo um cargo formal de liderança, todo profissional já teve que tomar as rédeas de algum projeto ou conduzir alguma reunião, atuando, mesmo que por pouco tempo, como facilitador. Mas para cumprir esse papel de maneira eficaz, é preciso desenvolver algumas competências essenciais. Confira as 6 principais habilidades para facilitação que vão aprimorar sua forma de liderar projetos ou reuniões.

Conhecer os participantes

Entender quem são os participantes da sessão vai ajudar você a ser mais assertivo no planejamento e na execução de uma facilitação. Lembre-se de que poderá lidar com pessoas de faixas etárias diferentes, áreas diferentes e personalidades diferentes. Você pode facilitar uma reunião sobre o mesmo tema várias vezes, mas nenhuma vez será igual, pois muito dos resultados depende do time envolvido. Leve em consideração as informações que tiver sobre a equipe para poder tomar decisões ao planejar a sessão. Trate todos igualmente e mantenha-se neutro em discussões.

Planejar

Os facilitadores eficazes passam mais tempo planejando uma sessão do que de fato liderando ela. É preciso dedicar-se a entender a fundo os objetivos da sessão, planejar quais atividades serão propostas aos participantes, qual material será necessário, quanto tempo cada momento irá durar, entre outros. Pense detalhadamente em como irá inspirar e engajar os membros do time para trabalharem juntos por um objetivo em comum, levando-os a refletir e criar suas próprias respostas aos desafios que serão discutidos.

Improvisar

Preparar-se bem e ter mais de um plano vai ajudar você a cobrir o máximo de situações e melhorar sua capacidade de improviso. Pratique a escuta ativa, fique atento ao ritmo do grupo e faça alterações e intervenções caso seja necessário.

Criar um ambiente inclusivo

Para uma sessão ser proveitosa, é preciso que todos os membros da equipe participem ativamente e, para que todos sintam-se à vontade para contribuir, eles precisam sentir-se seguros. Um ambiente com empatia, respeito, confiança, aceitação e diálogo é imprescindível para que todos tenham voz. Não há respostas certas ou erradas, apenas diferentes pontos de vista e maneiras de enxergar a mesma situação. Sempre há aqueles mais propensos a compartilhar opiniões, portanto ter cuidado para que eles não monopolizem a fala é imprescindível. Lembre-se de que não há diálogo quando apenas uma das partes contribui.

Gerenciar o tempo

Faça uma pequena pausa caso note que o time está precisando, pois isso pode ajudar na produtividade da equipe. Gerencie bem o tempo de fala e das atividades para que a sessão não ultrapasse o horário previsto.

Dar direcionamentos claros

Será que os participantes compreenderam o real objetivo da sessão? É trabalho do facilitador comunicar de maneira clara o propósito do que estão realizando. As perguntas são a principal ferramenta do facilitador: os questionamentos certos feitos no momento certo podem alavancar as ideias e estimular as possibilidades.

Um líder que só dá ordens pode acabar limitando o desenvolvimento da equipe. O verdadeiro papel do facilitador é, por meio das habilidades citadas acimas e de outras técnicas de facilitação, inspirar o time e revelar o seu melhor. Afinal, colaboradores empoderados, com senso de dono e que colaboram por um objetivo em comum alavancam não só seu próprio crescimento, mas também o da empresa.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

#curtaocaminho

Posts Recentes

Categorias

Quero receber novidades da Umbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Umbora - Experiências Educacionais

Av. Washington Soares, 909 salas 83 A | B, Edson Queiroz, Fortaleza – CE

+55 (85) 3241.5759

+55 (85) 98114.3709

#umboranessa

© 2018 Umbora. Todos os direitos reservados. CNPJ: 27.212.739/0001-13