Conheça 4 tendências disruptivas para o futuro

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

O mundo não vai mudar. O mundo já está mudando. As transformações na maneira de pensar, no comportamento humano e nos avanços tecnológicos já estão acontecendo, e é preciso acompanhar o ritmo dessas mudanças para não se tornar obsoleto. Que tal se preparar desde já e conhecer 4 tendências para o futuro? Confira!

Pensamento coletivo

Até agora, vivemos em uma comunidade focada no “eu”, mas a era do individualismo está com os dias contados. Aqui, o fim do protagonismo e a queda do ego abrem lugar para o bem coletivo emergir. Uma sociedade doente de depressão e de ansiedade, não à toa intituladas os males do século, pede urgência na atualização de mindset. Nesse modelo inédito de pensamento, as marcas são obrigadas a tomar uma posição mais focada no coletivo e se mostram cada vez mais preocupadas com o bem comum. Também já é possível perceber um movimento de horizontalização em projetos e nas empresas.

Monopólio social

Já é possível notar as gigantes do mercado cada vez mais sozinhas no topo. Quase não há concorrência para as maiores organizações de cada segmento. Isso tem uma explicação muito simples: as pessoas querem estar onde todas as outras pessoas estão. No entanto, é possível haver uma troca de monopólio, e qualquer empresa pode ascender ou cair. Lembra de quando o Orkut foi substituído pelo Facebook como rede social mais utilizada? Qual será a próxima empresa a conquistar o coração dos consumidores e dominar o mercado? Faça suas apostas!

Emoção > razão

Falando em conquistar corações, uma das mais fortes tendências para o futuro é o racional perder espaço para o emocional. A marca mais lembrada nem sempre é a mais amada ou mais consumida, e as pessoas não querem mais ouvir as empresas falando de si mesmas ou de seus produtos. As pessoas querem marcas engajadas em causas, que passem uma mensagem inspiradora e que sejam cada vez mais humanizadas.

Economia de confiança

O gap de confiança no ser humano é uma consequência da sociedade individualista na qual vivemos até então, mas a tendência é que haja o resgate dessa confiança nas pessoas, nas marcas e nos serviços prestados por todos. Por meio das tecnologias disponíveis, acaba sendo criada uma rede de produtores, na qual as pessoas agora são capazes de ofertar soluções, que são bem aceitas pelos demais. Quer um exemplo? Pelo mundo todo, pessoas oferecem suas moradias para outras pessoas se hospedarem, tudo pela internet. Esse é um ótimo exemplo de um modelo emergente de sistema socioeconômico: a economia colaborativa.

Tendências & Futurismo, com Daniela Klaiman

Quer saber mais sobre esse assunto? O curso Move On: Tendências e Futurismo, da Umbora, vai acontecer no dia 17 de maio e já está com inscrições abertas. Você irá conhecer algumas tendências emergentes, tecnologias exponenciais (realidade aumentada, impressão 3D, internet das coisas, biotecnologia, robótica etc.) e futurismo. Quer saber qual é o futuro do trabalho, do ser humano, da educação, do consumo, da saúde e muito mais? Então, move on.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Umbora - Experiências Educacionais

Av. Washington Soares, 909 salas 83 A | B, Edson Queiroz, Fortaleza – CE

+55 (85) 3241.5759

+55 (85) 98114.3709

#umboranessa